jusbrasil.com.br
20 de Setembro de 2019
    Adicione tópicos

    Representante do Sintsep paraense denuncia intoxicação de trabalhadores pelo DDT

    Prossegue desde as 14h30 desta segunda-feira, 20, no Auditório Costa Lima, audiência pública destinada à discussão sobre a saúde de trabalhadores intoxicados da Funasa e do Ministério da Saúde.

    Na ocasião, a representante do Sintsep-PA, Neide Rocha Cunha Solimões, procedeu à exibição de reportagem da TV Câmara sobre guardas da Sucam vitimados pelo DDT, componente utilizado no combate à malária em Estados da Região Norte do País.

    O Ministério da Saúde afirmava que o DDT só fazia mal aos animais invertebrados, e não ao homem, o que estava errado, censurou. Até hoje, o Governo Federal não reconheceu que houve acidente de trabalho com esses trabalhadores, e não fornece o tratamento adequado para um problema de saúde que foi causado pelo próprio trabalho. De 1996 para ca, por exemplo, já morreram 91 servidores por intoxicação no Estado do Pará, informou.

    Neide também apresentou encaminhamentos à discussão. Devemos pressionar a Condsef para nacionalizar a luta dos servidores intoxicados, propor a realização de audiência pública no Senado Federal através da senadora Marinor Brito (PSOL-PA), e realizar atividade nacional no Ministério da Saúde, logo após a audiência pública, finalizou.

    A apresentação foi encerrada com exibição de vídeo contendo depoimentos de intoxicados pelo DDT, evidenciando a falta de preparo e de equipamentos adequados para o manuseio de inseticidas.

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)