jusbrasil.com.br
28 de Março de 2020
    Adicione tópicos

    Conselhos Tutelares

    O presidente da Comissão da Criança e Adolescente, deputado Carlos Antonio (Solidariedade), e sua equipe, visitaram a Escola Estadual Adalberto Sobrinho de Sousa, do município de Aurilândia, na tarde desta sexta-feira, 11. A solenidade faz parte da programação de encerramento do 2º Concurso de Linguagem Expressiva, promovido pela referida comissão e que tem como objetivo valorizar o trabalho dos conselhos tutelares nos municípios. O concurso recebeu redações de um total de 67 dos 117 alunos da escola que cursam do 6º ao 9º período - com idades variando dos 12 aos 15 anos. Todos os textos enviados foram produzidos tendo como tema a importância dos conselhos tutelares para o amparo dos direitos de crianças e adolescentes. Composta por cinco membros, a comissão julgadora da escola avaliou e escolheu cinco redações, que foram premiadas em âmbito local. Posteriormente, elas serão encaminhadas à sede da comissão, em Goiânia, onde participam de uma nova seleção, desta vez para concorrerem à premiação final do concurso Confira, abaixo, a relação dos alunos cujas relações foram premiadas: - Morgana Christiny Souza Costa (6º ano)

    - Isabella Karulayne Lopes Silva (7º ano)

    - Erika Guimarães Pereira da Cruz (8º ano)

    - Shara Fernanda Araújo Resende (9º ano)

    - Ana Lara Dávila Coutinho (9º ano) Evento A solenidade, que reuniu os alunos no pátio coberto da instituição de ensino, foi aberta com a execução do Hino Nacional Brasileiro, do Hino de Goiás e do Hino de Aurilândia. Em seguida, diversas autoridades compuseram a mesa diretiva da cerimônia. Dentre elas, estavam: o deputado Carlos Antonio; a prefeita da cidade de Aurilândia, Cida Furtado; a diretora da escola, Janete Moreira da Costa Guimarães; a presidente do Conselho Tutelar de Aurilândia, Deyla Osório de Moraes. Durante o discurso de abertura, a prefeita de Aurilândia, Cida Furtado, agradeceu a acolhida do alunado, e afirmou que "são ações como esta que nos dão a certeza de que estamos cumprindo nossa missão, que é a de formar os cidadãos do amanhã, conscientes de seus direitos e deveres", afirmou. Em seguida, a diretora da escola, Janete Moreira da Costa Guimarães, explicou que a escola funciona em tempo integral desde 2013, fato que, ao seu ver, representa um passo importante no processo de consolidação do conhecimento dos alunos. "O trabalho de integração da escola junto aos conselhos tutelares foi muito positivo. Hoje, nesta cerimônia, colhemos os frutos dessa parceria", refletiu. Já a presidente do Conselho Tutelar de Aurilândia, Deyla Osório de Moraes, disse que o concurso ampliou o zelo na defesa dos direitos dos jovens alunos. "Todos os participantes contribuíram para a divulgação da importância do trabalho desempenhado pelos conselhos, bem como dos direitos e deveres de crianças e adolescentes", ponderou. O evento foi encerrado com a participação do presidente da Comissão da Criança e Adolescente, deputado Carlos Antonio (Solidariedade). Além de Aurilândia, o parlamentar já visitou os municípios de Itumbiara, Alto Horizonte, Formosa, Nova Veneza e Hidrolândia. "O trabalho desempenhado pelos conselhos tutelares é dedicado à causa da defesa da criança e do adolescente. No ano passado recebemos redações de alunos mais novos. Agora, nesta edição, estamos trabalhando com um público mais consciente, que são alunos dos 12 a 15 anos. Estamos muito satisfeitos com a participação e os resultados obtidos pelo concurso", avaliou.

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)